A Oração!

 

Se gostaria de ouvir esse estudo, Clique Aqui.

 

A oração é o barômetro infalível da dependência do crente.

Essa dependência também manifestou o próprio Senhor Jesus em toda perfeição em sua vida na terra.

Tinha prazer em se retirar para permanecer em oração com Deus durante muitas horas, para isso vamos conferir em Hb 5: 7 e 8 – “O qual, nos dias da sua carne, oferecendo, com grande clamor e lágrimas, orações e súplicas ao que o podia livrar da morte, foi ouvido quanto ao que temia. Ainda que era Filho, aprendeu a obediência, por aquilo que padeceu”. Também podemos conferir Mc 1: 35 – “E, levantando-se de manhã, muito cedo, fazendo ainda escuro, saiu, e foi para um lugar deserto, e ali orava”. E também Lc 6:12 –“ E aconteceu que naqueles dias subiu ao monte a orar, e passou a noite em oração a Deus”. Disse no Salmo 109: 4 – “Em recompensa do meu amor são meus adversários; mas eu faço oração”.

Também podemos perceber que Paulo e outros apóstolos foram homens de oração. O mesmo percebemos,  na vida de Epafras em Cl 4: 12 – “Saúda-vos Epafras, que é dos vossos, servo de Cristo, combatendo sempre por vós em orações, para que vos conserveis firmes, perfeitos e consumados em toda a vontade de Deus”. E essa vida de oração, sabemos que ocorreu com tantos outros servos do Senhor. E essa vida de oração, é o segredo do êxito no serviço e na perseverança em momentos de dores, e de sofrimentos.

Uma boa utilização da armadura de Deus,  faz com que o cristão esteja capacitado paro o serviço para com os demais. Sendo assim a sua oração não deve se limitar as suas necessidades pessoais, senão, que deve se estender em favor de todos os crentes e servos do Senhor, através de incessantes intercessões, para entendermos isso leiamos Ef 6: 18 – “Orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos”. Sendo assim, a oração não apenas alcança a obra do Senhor aqui em baixo, como também nos leva a combater nos lugares celestiais.

É necessário que as coisas sejam assim; porque os crentes são um, a obra é uma obra em comum, e Satanás é um inimigo comum de todos. Em conformidade com isso a epistola aos Efésios apresenta a igreja como um corpo, confira o capítulo 4:4, onde verá “um corpo e um Espírito”. Se verdadeiramente combatemos o combate conforme exposto em Efésios 6, certamente não nos esqueceremos de orar com perseverança por todos os crentes e por sua obra. Dessa maneira, no que depender de nós, guardaremos a unidade do Espírito, mantendo distancia de tudo aquilo que perturba essa unidade, frustrando assim, todos os intentos do inimigo.

                                                                  Baseado em um estudo de Walter Gschwind